Brincos

Toda mulher que se preze não abre mão dos brincos nem mesmo na hora de ir à praia. Nas areias vemos de tudo: maxis, minis, coloridos, discretos, combinantes. Apesar de democrática, os acessórios da moda praia devem ser escolhidos com muito cuidado para não estragarem rápido ou ficarem over demais.

O material é um dos quesitos mais importantes na hora de escolher o seu brinco. Não adianta comprar uma bijuteria baratinha demais, que não suporte a maresia, nem um brinco caríssimo, que parta o coração caso seja levado por Iemanjá. Brincos banhados, de aço cirúrgico e até mesmo de acrílico são ótimas pedidas para os dias mais ensolarados.

Quanto ao tamanho e à cor, a escolha vai do gosto de cada uma. Tem mulher que gosta de combinar com o biquini, outras que preferem os mais básicos e neutros. Não existe regra, mas é importante usar o bom senso. Brinco grande demais pede uma produção mais especial, um evento social e um local a altura. Além, é claro, de um cuidado especial para não ficar chique demais para a ocasião.

Brinquinhos coloridos são a cara do verão e combinam bem com biquini! Temas praianos e tropicais também são vedetes das areias.

Como vocês podem ver, não existem leis rígidas, mas é sempre bom lembrar que conforto e bom gosto devem guiar todas as suas escolhas. Afinal, estamos indo para a praia e não para um baile de gala.

Algumas marcas de acessórios possuem linhas especiais para a praia. Vale a pena dar uma olhada e escolher o brinco que mais combina com o seu Mary Red!

Mulheres – Leila Diniz

Hoje é dia de homenagear uma mulher que soube se impôr e expôr e, assim, ajudou a modificar toda uma cultura machista. Hoje é dia de Leila Diniz.

Vou começar sua história pelo fim, sua morte, aos 27 anos, em um acidente aéreo quando voltava de uma viagem à Austrália. Optei pela ordem inversa para que todos entendam a intensidade de tudo que foi vivido.

Professora do jardim de infância, Leila Diniz se apaixonou e se casou muito cedo. Aos 17 anos conheceu o cineasta Domingos de Oliveira, com quem viveu junto por três anos. Foi nessa época em que iniciou sua carreira de atriz. Primeiro estreou no teatro e logo depois  foi contratada pela Globo para fazer novelas.

Linda e atraente, Leila Diniz era uma mulher à frente do seu tempo. Concedeu entrevistas autênticas e chocou a todos ao declarar que fazia sexo pela manhã, à tarde e à noite. A matéria do jornal O Pasquim com a atriz foi o estopim para que fosse instaurada a censura prévia à imprensa, conhecida como Decreto Leila Diniz. Nessa entrevista, Leila usou vários palavrões e disse ser possível amar um homem e dormir com outro: “Você pode muito bem amar uma pessoa e ir para a cama com outra. Já aconteceu comigo.”

Criticada por seu modo de viver e de dizer a verdade, a atriz foi alvo dos conservadores mais uma vez ao exibir sua gravidez, de biquini, na praia. Sua filha, Janaína Diniz Guerra, foi fruto do seu relacionamento com Ruy Guerra.

Alvo de perseguições políticas, Leila Diniz foi perseguida pela polícia, acusada de ter ajudado militantes de esquerda. Se escondeu no sítio do colega de trabalho Flávio Cavalcanti, jornalista, apresentador e compositor, que a convidou para ser jurada em seu programa.

Com tantas confusões, a Rede Globo não renovou seu contrato e Leila passou a sofrer preconceito de autores e diretores. Janete Clair chegou a justificar a decisão da emissora dizendo que não haveriam papéis de prostitutas nas próximas novelas.

Pouco tempo depois, Leila Diniz trouxe de volta o teatro de revista e se consagrou como a rainha das vedetes. No carnaval de 71 foi eleita rainha da Banda de Ipanema pelo fundador Abílio Pinheiro.

Com a sua morte, a atriz Marieta Severo (melhor amiga de Leila) e Chico Buarque cuidaram da filha de Leila Diniz até que Ruy Guerra, pai da menina, tivesse condição de assumi-la.

O cunhado de Leila foi até o local do acidente para resolver questões legais e acabou encontrando o diário da atriz. A última frase do caderno parece se referir ao acidente: “Está acontecendo alguma coisa muito es…”.

Por que ela é inspiradora

Leila Diniz se expôs, chocou e sofreu para que nós pudéssemos ter a liberdade de viver. Defensora do amor livre e do direito ao prazer, Leila rompeu conceitos por meio de suas ideias e atitudes e foi símbolo da nossa revolução feminina.

“Sem discurso nem requerimento, Leila Diniz soltou as mulheres de vinte anos presas ao tronco de uma espécie de escravidão.” (Carlos Drummond de Andrade)

Leve o seu Mary Red para passear – Vancouver

Nem só de neve e frio vive o país mais ao norte das Américas. Digno de paisagens lindas, Vancouver, no Canadá, também oferece opções para o verão!

Aproveite que as passagens estão super baratas (cerca de R$ 892,00 ida e volta) e leve o seu Mary Red para conhecer as praias e parques deste país!

Em Vancouver, a maior cidade da costa oeste do Canadá, existem várias opções de passeios e programas durante os meses de julho a setembro. No Stanley Park você pode andar de bicicleta, tomar sol e ver as belas praias que cruzam o parque.

Aproveite para conhecer o aquário da cidade, que conta com mais de 70 mil espécies e é o maior do gênero no país.

Mas se você gosta mesmo é de água, de espreguiçadeiras e de areia, a piscina pública Kitsilano Beach Pool é o seu lugar no mundo. Rodeada de praias e com opções até para cachorros, as três piscinas ficam lotadas durante o verão.

Não perca a oportunidade e desfile seu modelito brasileiro pelas praias e parques dessa cidade que, apesar de ter sediado as olimpíadas de inverno, também é a cara do verão.

Localização: costa oeste canadense
Quando visitar: Vancouver oferece opções durante o ano todo.

Bolsas

Ir à praia envolve muito mais do que escolher o biquini. É preciso pensar nos detalhes, escolher bem os acessórios para que tudo esteja em sintonia e apropriado para a ocasião. Afinal, ser chique é saber usar o modelito certo na hora certa.

Por isso vamos dar algumas dicas práticas de como escolher bem os acessórios para curtir com glamour os dias de sol.

Parte fundamental de qualquer look, a bolsa de praia merece atenção especial. Primeiro porque ela deve ser resitente e aguentar as condições precárias as quais será exposta, segundo porque nela deve caber tudo o que precisamos, sem parecer que estamos de mochila. Por isso, selecionamos acinco itens que achamos fundamentais em uma sacola de praia. Fique atenta na hora de escolher a sua!

# 1 – ZÍPER

O que adianta a bolsa ser linda se entra areia dentro e as coisas ficam expostas? Vamos combinar que chegar em casa e ver que tem areia até dentro da bateria do celular não é legal. Sem contar, que ninguém (principalmente os assaltantes) deve saber qual a marca do seu óculos ou onde exatamente está a sua carteira. Por isso, prefira sempre as bolsas que possuem fechamento com zíper e, se possível, coloque seus pertences em um saquinho de pano antes de colocálos na bolsa (essa técnica evite q entre areia pelos buraquinhos).

# 2 – MATERIAL

Eu sei que uma Louis Vitton é linda, mas não tem nada a ver você ir a praia com ela! Bolsa de piscina tem que ser resistente, por isso escolha materiais que vão aguentar o tranco, como palha, nylon e outros tecidos sintéticos. Nada de camurça! Além de estragar fácil com a umidades, esse material não combina com praia.

# 3 – COR

Pelo mesmo motivo do item anterior, evite core claras. Nada mais feio que bolsa encardida, por isso, abuse das cores. Quanto mais fortes, melhor!

# 4 – TAMANHO

Mulher precisa levar um milhão de produtos para a praia. Além do protetor solar para o rosto, corpo e cabelos, os pertences do namorado e as roupinhas das crianças acabam sobrando para nós. Por isso, não adianta comprar uma bolsa minúscula. Mas também não vale uma sacola gigantesca. Prefira um modelo médio com repartições. Uma boa dica é amarrar a canga na alça para poupar espaço.

# 5 – CONFORTO

Antes de comprar a bolsa, lembre que você terá que carregá-la por longos percursos. E o pior, cheia de produtos pensados. Por isso, dê preferência aos modelos com alças maleáveis e bolsas mais leves.

Pronto! Agora é só escolher o Mary Red que mais combina com a bolsa ideal.

E prepare-se, porque em breve teremos novidades!
Aguarde!

Likestore da Mary Red

Sonha em ter o seu Mary Red mas anda sem tempo de ir às lojas? Adora fazer compras mas morre de preguiça de bater perna por aí?

Nós te entendemos e facilitamos a sua vida!
Compre o seu biquini Mary Red pela internet e fique linda sem sair de casa!

Basta entrar na página da Mary Red no Facebook e clicar na Likestore. Escolha o seu modelo, seu tamanho e o número de peças. Depois é só colocar o seu CEP (o valor do frete é pago pelo cliente) e escolher a forma de pagamento. O produto é enviado logo após a confirmação do pagamento.

Viu como é simples entrar na moda?

Aproveite que o inverno está chegando ao fim e garanta logo o seu Mary Red!